Historial

A Sociedade Filarmónica Nova Artista Flamenguense (NAF), foi fundada a 23 de Janeiro de 1881, por um grupo de entusiastas que se quotizaram e compraram o instrumental, o fardamento e o pendão da Filarmónica "Nova Lira" da cidade da Horta, que deixara de existir, sendo a primeira filarmónica no meio rural Faialense.

 

Atualmente com 136 anos de existência e com cerca de 50 elementos, esta filarmónica tem sede própria no Polivalente dos Flamengos, assim como um curriculum considerável que passamos a descrever.

 

Em 1901, por ocasião da visita régia, a Flamenguense deslocou-se à Terceira, para tomar parte dos festejos em honra das Majestades. O sucesso foi tão grande, que um ano depois deslocou-se à mesma Ilha para tomar parte nuns festejos de Espírito Santo. Em 1965 a NAF voltou à Terceira, efetuando concertos em Angra, Praia de Vitória e Altares. Dois anos depois voltaria à Terceira para participar nas Festas da Cidade.

 

Em 1978, a NAF deslocou-se aos EUA, aos estados de Califórnia e Massachusetts, com grande êxito, gravando dois singles. Em 1982 abrilhanta as Festas em honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em São Miguel. Em 1988, desloca-se às Flores para abrilhantar o São João, na Vila de Santa Cruz.

 

No ano de 1991, foi a digressão ao Canadá, à província de Ontário, para participar no XXV aniversário da Igreja de Nossa Senhora de Fátima em Cambridge, efetuando ainda diversos concertos para a Comunidade Açoriana daquela província em diversas cidades. Em 1992, efetua uma deslocação à ilha das Flores, para participar na festa do Emigrante. Em 1995, desloca-se à Ilha Graciosa, a fim de abrilhantar os festejos em honra de Santo Cristo.

 

Entre 12 de Agosto e 07 de Setembro de 1999, efetuou uma deslocação aos EUA, a fim de participar nas Grandes Festas do Divino Espírito Santo da Nova Inglaterra, e outras participações em festejos da comunidade portuguesa, naquela zona. De 18 a 21 de Setembro, do mesmo ano, deslocou-se a Cascais para participar no Festival Internacional de Cascais.

 

Em Novembro de 1999, gravou um CD e Cassete que foi lançado no dia do 119º Aniversário. De 27 a 30 de Julho de 2001, deslocou-se a S. Miguel, a fim de participar nos festejos em honra de Santana, na Freguesia das Furnas. De 28 de Agosto a 03 de Setembro, do mesmo ano, deslocou-se à Malveira da Serra, Cascais, a fim de retribuir o intercâmbio com a Banda de Janes e Malveira, tendo efetuando uma atuação no Parque das Nações.

 

De 31 de Julho a 04 de Agosto de 2003, deslocou-se à Praia da Vitória a fim de participara nas Festas da Cidade. A 17 de Agosto do mesmo ano, deslocou-se aos Rosais, S. Jorge, para participar nos festejos de Nossa Senhora dos Rosais.

 

Em 2004 desloca-se à Baixa da Banheira, a convite da Comissão de Festas Populares da Baixa da Banheira. Em 2005 desloca-se ao concelho de Montemor-o-Novo à localidade de Cabrela, para participar no 7º Encontro de Bandas Filarmónicas, promovido pela Casa do Povo de Cabrela.

 

De Julho de 2005 a Julho de 2006, a Nova Artista Flamenguense, realizou um vasto programa cultural para assinalar a passagem dos 125 Anos da sua fundação.

 

Entre 23 de Agosto e 11 de Setembro de 2007, deslocou-se aos EUA para participar nos Festejos de São Vicente Paulo, no Grupo Amigos da Terceira, assim como nas Grandes Festas do Divino Espírito Santo da Nova Inglaterra em Fall River, entre outras.

 

Em 2008 gravou uma faixa do CD de Genuíno Madruga, intitulada Hemingway.

 

Em Agosto de 2009, em intercâmbio com a Filarmónica da Luz, Ilha Graciosa, esta filarmónica abrilhantou as festividades em honra de Santo António, na localidade da Vitória. No final de 2009, gravou para o programa “Filarmonia” da RDP Açores, e um CD integrado na Coletânea de Filarmónicas dos Açores, gravado por Emiliano Toste.

 

Em Julho de 2010 deslocou-se a Vila Franca do Campo, a fim de efetuar intercâmbio com a Banda Lealdade. Em Julho de 2011 efetuou uma digressão a Paços de Vilharigues (Viseu) em intercâmbio com a banda local.

 

Em Agosto de 2014, deslocou-se à Vila de Rabo de Peixe, São Miguel, para retribuir o intercâmbio com a Filarmónica Lira do Norte, tendo participado nas festividades em honra de Nossa Senhora dos Anjos, em Água de Pau.

 

Em Agosto de 2015, deslocou-se à Alfandega da Fé, tendo participado nos festejos em honra de Nossa Senhora das Neves, em Sambade.

 

Não foram mencionadas deslocações às Ilhas do Pico e São Jorge, visto que esta filarmónica desloca-se regularmente a estas Ilhas, tendo estado em São Jorge em 2012 em intercâmbio com a banda da Calheta.

 

Merece ainda referência o fato desta filarmónica ter sido agraciada em 1983 pelo Senhor Presidente da República com o título de "Membro Honorário da Ordem de Benemerência", e de a partir de 1997 ser considerada como “Instituição de Utilidade Pública”.

 

Ponto alto no ano, é o aniversário da Flamenguense, que se realiza a 23 de Janeiro, onde esta sociedade tem vindo a associar ao seu Festival de Música, promovendo além de serões culturais o intercâmbio cultural entre as filarmónicas locais.

 

Anualmente a Flamenguense realiza cerca de 35 atuações em procissões, arraiais e desfiles em diversas localidades da ilha do Faial, que tendem a diminuir face a crise económica que se faz sentir no país, optando as comissões de festa das freguesias pelo sistema de rotatividade anual entre os diversos agrupamentos da ilha.

 

De modo a qualificar e desenvolver o seu desempenho, efetua diversos ensaios por semana e mantém uma escola de música.